segunda-feira, outubro 03, 2005

Cada um cada um, todos iguais (trecho)



ESTE CONTO, EU O ESCREVI EM 1999, AINDA NO rIO DE jANEIRO. aPRESENTO UM PEQUENO TRECHO DELE REVISADO, QUE AO TODO ACABOU COM 10 PÁGINAS. aOS QUE O APRECIAREM, POSSO ENVIAR CÓPIA COMPLETA POR E-MAIL. pARA ISSO, DEIXE SEU COMENTÁRIO, COM O RESPECTIVO ENDERÇEO ELETRÔNICO, APÓS A LEITURA.



...

Os anjos pereciam ter ouvido o pranto silencioso da mãe, coitada. O estabelecimento de Adamastor é uma decente loja de tecidos. Lá trabalham moças e rapazes que atendem às senhoras de sociedade. Lá desfilam as fazendas mais ricas que vêm da capital. Por lá já passaram funcionários que hoje são doutores. Adamastor é um bom homem e, de início, a mãe ainda acreditava, “sim, os anjos me ouviram; Genaro se submete aos bons ensinamentos de Adamastor, velho amigo dos tempos de escola”.

Aos poucos, a mãe percebeu que a morte se lhe aproximava. Os dois meses seguintes à partida de Genaro para São Félix foram meses em que na casa reinou uma paz aflita em seu coração e uma alegria incomensurável para Núncio e Rosália. A vizinhança passou a se achegar, para comer ou ver a novela. Todos notavam a palidez da senhora e tentavam fazê-la sorrir um pouco.

Para Adamastor, Genaro vinha sendo um funcionário regular. Embora desempenhasse com inteligência os seus deveres, havia nele um ar de preguiça e indolência que o incomodava um pouco. Sua voz mansa e aguda, seu jeito de falar resumindo as expressões, encurtando os cumprimentos, liberando raros sorrisos. Quando não estava atendendo aos fregueses ou recebendo orientações, nada falava; gastava a tarde a estudar o movimento da rua. Nessas ocasiões, seu Adamastor sentia uma enorme raiva, que aos poucos contaminava os outros empregados.

O que se passa na cabeça de um rapaz que parava horas a fitar a rua? O que tanto lhe atraía, entre os pedestres vestidos para a tarde? De qualquer maneira, ele lhe era útil e não parecia um aproveitador, exceto pela incrível semelhança com o pai, ausente há mais de dez anos. Corriam muitas histórias: diziam por aquela região que o pai de Genaro é um dos maiores contrabandistas do país e que fugira com a filha mais velha, pupila dele no crime. O filho não parecia ter coragem para tanto, mas nunca se sabe.

Porém Genaro estava mesmo para se aproveitar de Adamastor. Passava as tardes pensando, esperando o instante em que a oportunidade lhe surgiria, como um cometa surpreendente. Queria apanhar o máximo de dinheiro que pudesse para dali embarcar de vez para bem longe, a usufruir a riqueza que só lhe perseguia em sonhos frustrantes e que fugira junto com seu pai e sua irmã. Suas tardes eram gastas com outros sonhos prováveis, embora não menos distantes; sonhos que o levassem ao cofre.

O primeiro passo é conquistar a confiança do chefe e isso ele traçava aos poucos, misturando meticulosidade e distração, parecia absorto, enquanto calculava o modo de sar rico dali.

Nem percebia que era notado, acreditava que somente sua mãe saberia de tudo de antemão, graças àquele indelével instinto das mães. Nem percebia que a confusão de sua mente o circundava, deixando tudo à sua volta como um tribunal. Ninguém passava por Genaro sem exclamar ou se perguntar o por quê de tanta indiferença no olhar. Adamastor, dias mais tarde, passou a sentir um medo estranho. A mãe, por sua vez, perdia noites em claro, segurando um terço entre os dedos. A confiança que ele conquistava enchia de torpor a mente do comerciante e de mais indiferença ainda o rosto pálido do filho da mãe.


A oportunidade lhe veio no sopro de um dia de intensa chuva.

...


Comments:
Oi Murilo
Muito legal o trecho do seu conto. Por favor me envie o conto inteiro. Abraços. gobira
 
Querido Murilo
Não me agrada começar a ler o conto sem ter o restante já em minhas mãos. Por favor, mande-me o texto completo!
Beijos
Penna
 
Mú, é um ótimo conto, vc domina a cena, a descreve muito bem, só falta o restante do texto querido!
beijos
Pate
 
Tá lindo Murilinho...

Quero o restante do texto...pra variar vc me surpreende com sua imensa capacidade de escrever muuuuuuuuiiito bem.

Acho que logo, logo vc vai ficar mais famoso.

beijos.
Ilka
 
I really enjoyed your blog. This is a cool Website Check it out now by Clicking Here . I know that you will find this WebSite Very Interesting Every one wants a Free LapTop Computer!
 
Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?